23 April 2007

Grêmio é a base!


No mês de Abril o movimento Rebele-se vai concentrar esforços na criação, fortalecimento e formação política de Grêmios Estudantis em todo o País. Você que ainda não tem um grêmio formado na sua escola, rebele-se. Entre em contato com o movimento no seu estado e vamos nos organizar.O Grêmio Livre Estudantil1 é lei federal há 22 anos. Isso significa que nenhuma direção de escola, professor, gerência de ensino ou secretaria de educação pode dizer quando, onde e como grêmio deve acontecer. A organização do Grêmio é um direito e nós não vamos abrir mão. O Grêmio é a entidade que representa todos os estudantes de uma determinada escola. Luta por educação de qualidade e defende nossos direitos. Para promover a união da galera, o grêmio organiza atividades culturais, festas, campeonatos esportivos e o que mais a criatividade permitir.Para organizar um grêmio começamos com uma reunião, da qual participam pelo menos um representante de cada turma da escola. Nessa reunião é eleita uma comissão pró-grêmio2, que tem o papel de explicar pra todo mundo o que é o grêmio, passando em sala, fazendo cartaz e distribuindo panfletos. Essa comissão também convoca uma assembléia geral de estudantes3, onde acontece a fundação do grêmio.Na Assembléia Geral é eleita uma comissão eleitoral4, composta de alunos que não fazem parte de nenhuma das chapas5 que concorrerão nas eleições. Na Assembléia também é aprovado o estatuto do grêmio6 e a data da eleição.Pra ficar bem claro: A comissão eleitoral apenas organiza as eleições, nenhum dos seus membros concorre nas eleições. Essa mesma comissão eleitoral recebe as inscrições das chapas e faz tudo direitinho para que as eleições ocorram na moral.Agora chegou a parte mais legal. As chapas inscritas fazem sua campanha, passando em sala, colando cartazes, distribuindo panfletos e agitando a escola. É a hora de fazer todo mundo se envolver, discutir as propostas para um grêmio rebelde, combativo e ao lado dos estudantes.Na eleição votam todos os alunos regularmente matriculados. O voto tem que ser secreto e em urna. A chapa que obtiver mais votos vence, e é empossada como nova diretoria do Grêmio para o período de um ano.É claro que esse texto não explica tudo sobre a formação de um grêmio, mas já dá uma boa dica.Não vacile nem fique pra trás. Forme um grêmio de luta na sua escola.1 Grêmio Livre Estudantil: Entidade representativa dos estudantes dentro da unidade escolar. Defende a educação e o direito dos alunos, organiza atividades culturais, desportivas e etc.2 Comissão pró-Grêmio: Comissão de estudantes eleita pela reunião dos representantes para fazer a divulgação na escola sobre os objetivos e finalidades do Grêmio Livre Estudantil.3 Assembléia Geral dos Estudantes: Reunião de todos os/as estudantes da escola. A Assembléia delibera com a presença de pelo menos 5% dos alunos regularmente matriculados.4 Comissão Eleitoral: Comissão de estudantes eleita pela Assembléia Geral. Organiza as eleições para o grêmio e recolhe as inscrições das chapas.5 Chapa: Lista de alunos que concorrem a eleição do grêmio. Nesta lista devem estar indicados os cargos a que cada estudante concorre. Ex: presidente, vice-presidente, tesoureiro e etc.6 Estatuto do Grêmio: Conjunto de regras que ditam o funcionamento do Grêmio. Define os cargos da diretoria, o tempo de gestão e todas as outras regras.

07 April 2007

AMES faz passeata em defesa do ensino público e gratuito para todos e Câmara de veradores de Teresina faz homenagen a Edson Luís!



A AMES (Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas de Teresina), gostaria de parabenizar aos cerca de 400 estudantes que foram às ruas no dia 28 de março para homenagear Edson Luís que foi um estudante assassinado pelo regime militar no ano de 1968 e para exigir nossos direitos de educação pública gratuita e de qualidade, porque infelizmente estamos nas piores colocações do resultado do ENEN de 2006, mesmo tendo um esforço extraordinário de cada professor, para passar os conhecimentos adquiridos. Estiveram presente as Escolas: Liceu Piauiense, Benjamim Baptista, João Clímaco, Engenheiro Sampaio, Prof. James de Azevedo, Icthus, CEFET e Lurdes Rebelo. O protesto que foi iniciado as 09h, na praça Tiradentes, em frente ao Liceu. Após a chegada de todos os alunos, fez sua caminhada pelas ruas de Teresina, informando à população que no ensino público falta professores, livros de várias disciplinas, laboratórios de informática na maioria das escolas e quase somos obrigados a pagar por textos, apostilas e até provas em várias escolas estaduais. Câmara de vereadores de Teresina faz homenagem com sessão solene a Edson Luis! Em 1968 foi assassinado o estudante Edson Luís no restaurante “Calabouço” no Rio de Janeiro, pelo Regime Militar, com o objetivo de impedir e amedrontar os estudantes que queriam apenas o direito de ter um ensino público de qualidade e um país justo e igualitário. Após 39 anos, a câmara de vereadores de Teresina aprovou uma audiência pública para homenagear Edson Luís, na homenagem além dos vereadores presentes usaram da palavra na tribuna os estudantes Isaac Ferreira - Presidente da AMES - Teresina, Francisco Edvan Presidente do CCEP e Quéops Damasceno Vice-Ceará da UBES, e Maria dos Remédios Vice-Presidente do SINTE-PI. Cada representação falou da importância que representou Edson Luís e o quanto é necessário cada um vê-lo como um exemplo de luta e combatividade a ser seguido por todos. A Secretaria Estadual e Municipal de educação foram convidados, mas infelizmente não compareceram, talvez porque tivessem “ocupados tentando resolver os graves problemas que temos no ensino". Ainda na câmara, todos os presentes gritaram "Edson Luís, Presente! Agora e Sempre". E "A AMES somos nós, nossa força e nossa voz".

04 April 2007

AMES - TERESINA NAS RUAS 28 DE MARÇO DE 2007


Ecologia: O meio ambiente que temos e o que teremos!


Reunidos em Paris, cientistas do mundo inteiro chegaram à conclusão de que a temperatura subirá de 4 a 6,4 graus até o fim do século. Caso se confirme essa elevação de temperatura, 3,2 bilhões de pessoas sofrerão com a falta d'agua, de 200 a 600 milhões de pessoas ficaram sem alimentos, a degradação do solo vai piorar e varias regiões do mundo assistirão nos próximos anos, a mais e mais catástrofes.

Mas de quem é a culpa pelo aquecimento global?

Os principais países capitalistas do mundo e suas empresas são os responsáveis por mais de 80% da produção de gases que causam o efeito estufa, e somente os EUA são culpados por 25% da emissão de dióxido de carbono do planeta, além de consumirem 70% da madeira da floresta Amazônica.

A ONU (Organização da Nações Unidas), organizou o Painel Intergovernamental sobre a mudança do Clima (IPCC, Sigla em Inglês) para debater e explicar as causas das profundas alterações climáticas que estão acontecendo no mundo. De acordo o relatório dos cientistas, o aquecimento é causado pela retenção de calor da Terra devido a uma capa de gases na atmosfera. A queima de combustíveis fósseis, petróleo e derivados, carvão mineral e gás natural, para a produção de energia, e a destruição das florestas aumenta a concentração desses gases, contribuindo para a elevação do chamado efeito estufa. Ou seja` a concentração na atmosfera de gases, como o dióxido de carbono (CO2) e metano, produzidos pela queima de petróleo, carvão e pela destruição de florestas, provoca o aquecimento e as conseqüentes mudanças do clima, que tornam mais freqüentes fenômenos como inundações, furacões, secas, tsunamis etc. Calcula-se que a produção de energia gerada por combustíveis fósseis é responsável por cerca de 60% das emissões de gases que causam o efeito estufa. São as mais altas da história do planeta, que revelam a gravidade do aquecimento global hoje, elevando a temperatura e multiplicando o número de pessoas com câncer e doenças respiratórias.

Não só esses problemas acima citados, mas também o que está bem acima de nossos olhos como o rio Parnaíba e outros rios que estão morrendo. Tem que partir de nós a luta para protegê-los. O papel do estudante não é apenas estudar, mas também ter consciência desse mundo capitalista e usar seus conhecimentos para o transformá-lo e impedir a destruição do planeta e seus habitantes. (fragmentos retirado do editorial do jornal A Verdade de 03/07, autoria de Luís Falcão)