10 August 2007

CCEP FECHA AS PORTAS PARA OS ESTUDANTES DO PIAUÍ

No dia 21 de julho de 2007, na cidade de Parnaíba, infelizmente em plenas férias escolares, realizou-se o inesperado: a atual diretoria do CCEP (Centro Colegial dos Estudantes Piauiense) fechou suas portas para os estudantes do Piauí, deixando de convocar seu congresso que deveria ser em 2007, prorrogando por mais 02 (dois) anos seu mandato. Este tipo de prática sempre foi condenada ao longo da história do movimento estudantil do Piauí e do Brasil, representando falta de respeito e compromisso com os estudantes.
A Ames-Teresina que esteve presente juntamente com alguns alunos votaram contrariamente a esta imposição de perpetuar-se como se fossem os donos do CCEP. Em outras palavras: a diretoria do CCEP sabe que na maioria das escolas faltam: Professores, Laboratório de informática, Biblioteca, material esportivo, somos obrigados a pagar por textos e provas, tiramos a 26º colocação ou penúltimo lugar na prova de redação do ENEN/2006 e a 6º pior posição em conhecimentos gerais e específicos, e, no entanto alguns membros do CCEP viram as costas e fecham os olhos diante dessa realidade, esquecendo que o congresso dos estudantes do Piauí este ano poderia fortalecer gigantescamente a união, força e coragem de todos os alunos de nosso estado, para juntos lutarmos por uma escola Pública Gratuita e de boa Qualidade, para que nos dê orgulho e tranqüilidade de estudar no presente e garantir o nosso futuro.
Será que existe medo de debater com os alunos a má qualidade de ensino oferecida pelo governo? Porque o CCEP não quer prestar contas de sua Gestão? Ou os “donos” do CCEP ignoram a existência dos alunos e os abandonam? É assim que eles querem representar os estudantes do Piauí?
Portanto a AMES e os alunos apresentaram e foram aprovadas várias proposta que esperamos que sejam realizadas. Entre elas citaremos que aprovou-se a obrigação do CCEP, organizar e participar do CONEG e do Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas para debatermos sobre a educação e a luta dos estudantes em todo o Brasil. Esperamos que estas decisões sejam colocadas em prática e respeitadas.
Por fim neste evento chamado de CEEG (conselho estadual de entidades gerais) que durou cerca de 6 Horas, não houve sequer a preocupação de fazer a lista de presença, colocando em risco inclusive a legitimidade de sua existência. Quanta proeza, e até onde chegou nosso glorioso CCEP!!!

Isaac Ferreira
Presidente da AMES-Teresina e
Militante da União da Juventude Rebelião

11 de agosto dia dos estudantes!


O dia do estudante é comemorado em 11 de agosto, data em que, em 1827, foram criados os dois primeiros cursos de Direito do Brasil: um em São Paulo e o outro em Olinda. Cem anos após a criação desses cursos, a data foi escolhida para homenagear a todos os estudantes.
De lá pra cá, a educação no país acompanhou uma grave crise ao ponto em que alunos não conseguem sequer escrever legivelmente ou conseguir interpretar um texto, e o resultado é que em redação o Piauí ficou no penúltimo lugar no ENEN/2006 e a 6º pior posição em conhecimentos gerais e específicos.
O dia do estudante em várias cidades do país será comemorado com muita luta e organização em busca de um ensino que realmente tenha qualidade.

Naiara Aparecida
Militante da União da Juventude Rebelião
e Dir. do Grêmio do Benjamim Batista

JUNTE-SE A NÓS! ORGANIZE SEU GRÊMIO E FILIE-SE À AMES-TERESINA


A AMES Teresina vem contribuindo nas escolas com a formação dos Grêmios Estudantis, que estabelece a partir daí atividades e a organização dos alunos em cada escola em busca de melhores condições de ensino.
Foram realizadas várias eleições gremistas neste primeiro semestre de 2007, nas escolas: Benjamin Batista, Joel Mendes, Premem Sul, CEFET-PI e Severiano de Souza. Existem outras escolas em que a AMES estará construindo os Grêmios. Onde já existe estamos convidando as diretorias dos grêmios para se filiar à AMES, para podermos fortalecer a nossa luta por nossos direitos.
Entretanto temos que abrir nossos olhos, pois infelizmente a educação está bastante esquecida pelos governantes e para piorar a situação existem alguns alunos que são eleitos para representar e lutar por nossos direitos mas só pensam em ter benefícios individuais e defender os governantes, que desviam o dinheiro das escolas públicas, fazendo com que tenhamos que pagar por textos e provas, faltem laboratório de informática, biblioteca, professores etc.
Se em sua escola o grêmio não lhe representa nem luta por seus direitos organize todos os alunos e vamos juntos com a AMES convocar novas eleições. O grêmio é cada um de nós, ele é nossa força e nossa voz. Participe da AMES-TERESINA !

Iony Santos, Diretora da AMES - Teresina e
Militante da União da Juventude Rebelião

AMES PROMOVE DEBATES!



A Ames como entidade representativa dos estudantes e principal responsável pela condução de suas lutas diárias vem realizando diversas atividades tendo como objetivos discutir junto com os estudantes suas necessidades mais imediatas e traçar ações práticas para suprí-las.
O mês de maio, por exemplo, foi bastante intenso. Nos dias 07 e 08 houve debates nas unidades escolares Benjamin batista, CEB Prof. James de Azevedo, Liceu Piauiense, onde contamos com a presença de centenas de estudantes.
Os temas principais foram o passe livre, a meia-passagem intermunicipal e o livre acesso à universidade. Para palestrantes tivemos a presença dos militantes da União da Juventude Rebelião e Sec. Geral da UBES Sandino Patriota e Isaac Ferreira Presidente da AMES Teresina que falaram da importância dessas conquistas para os estudantes piauienses e como lutar por elas. Os participantes fizeram suas perguntas, tirou suas dúvidas e contribuíram ativamente com os debates.
E tem mais no João Clímaco a AMES organizou junto com os alunos do turno da manhã o debate sobre ecologia com a participação de professores de física, geografia, química e o presidente da AMES. Ficando bastante claro para os presentes que ou nós destruimos com os principais causadores da poluição no mundo que é o sistema de produção capitalista ou seremos nós que seremos destruídos.

Amanda Augusta
Sec. Geral do Grêmio do CEFET-PI
Militante da União
da Juventude Rebelião

II ENOET Fortaleza-Ceará


Foi realizado nos dias 07, 08 e 09 de junho de 2007, pela diretoria de escolas técnicas da UBES/Rebele-se e a UJR, o II ENOET (Encontro Norte e Nordeste de Escolas Técnicas e Tecnológicas) na cidade de Fortaleza-CE, para discutir a situação e o rumo do ensino técnico no Brasil, trocar idéias e experiências com estudantes de outros estados e principalmente debater juntos a proposta do MEC de transformar os CEFET´s em IFET´s ( Instituto Federal de Educação Tecnológica).
Nos seus três dias, o II ENOET foi regado por inúmeras discussões e sugestões. No primeiro dia foi realizada a abertura sendo discutidos a história do ensino técnico brasileiro, a condução da educação profissionalizante e a diretrizes do decreto para implantação dos IFET´s. No 2º dia foram debatidos a organização do movimento estudantil dentro das escolas, este tema foi coordenado pelo militante da União da Juventude Rebelião e Presidente da AMES Teresina, Isaac Ferreira. O terceiro dia teve apresentação de trabalhos científicos e os alunos do Piauí apresentaram os trabalhos sobre o impacto ambiental e drogas. Simultaneamente houve os grupos de debates na qual surgiram várias propostas que foram aprovadas pelos estudantes na plenária final na qual estava presente Amanda Augusta, que é a atual Sec. Geral da AMES Teresina, do Grêmio do CEFET-PI e membro da União da Juventude Rebelião.
Logo após as considerações finais realizou-se uma manifestação nas ruas de Fortaleza onde unimos a força e a coragem da juventude para dizer um basta nesse descaso com a educação, pois só com os estudantes consciente conseguiremos levar a nossa luta por um mundo justo, com educação pública de qualidade e mundo sem a opressão e exploração desumana em que o capitalismo impõe à maioria dos brasileiros.

Jessiane Brito
Dir. Comunicação Social do
Grêmio do CEFET-PI e
Militante da União da
Juventude Rebelião